Resenha | Amor, Maybe


TÍTULO: AMOR, MAYBE

AUTORA: FRANCINE CRUZ

EDITORA: ÍCONE

PÁGINAS: 304

SKOOB: http://www.skoob.com.br/livro/185137


Um amor, duas vidas, empecilhos. Muitos empecilhos.

Josie conhece Matt numa festa à fantasia.
Os dois, totalmente desconhecidos, imediatamente apaixonados.

O amor chega do nada, e ilumina a vida dos dois.
Ambos, cada dia mais felizes, radiantes e alegres.

Mas nem tudo são flores. Barreiras imensas prometem atrapalhar de todas as maneiras a união desse casal.
A cada dia que passa, novos empecilhos aparecem. Josie, que já não se dava muito bem com sua mãe, entra numa verdadeira guerra dentro de casa.
E Matt, se preocupa cada dia mais com a diferença monstruosa do nível social dos dois.

Até que alguém resolve dar um basta em tudo.

A HISTÓRIA:  Sabe aquele livro suave? Sem aquela tensão, que fica fundindo seu cérebro e talz? Bom, “Amor, Maybe” é um desses livros.
Vou confessar, eu estava num nível de estresse extremo, os romances de suspense e YA estavam me deixando em crise existencial e, por isso, AMEI ler “Amor, Maybe”. O livro deu uma descansada na minha mente e serviu pra retornar aquele clima romântico e fofo. U.U
Gostei muito da narrativa da autora, é bem simples, mas ao mesmo tempo consegue ser bem tocante. Às vezes você fica com uma vontade louca de socar a mão na cara de certos personagens, já que alguns agem como perfeitos Filhos da P***.

O amor entre Josie e Matt é uma coisa hiper fofa e, logo no início do livro já se descobre que algo deu errado, mas não fica muito claro o que aconteceu e, isso a autora vai revelando pouco à pouco durante a narrativa, que varia entre presente e passado.

O livro traz à tona assuntos importantes como o relacionamento familiar, escolhas sobre o que seguir na vida, amor, destino é claro, a luta eterna pelos sonhos.

Amor, Maybe é um ótimo livro para descontrair um pouco das leituras pesadas, dar uma acalmada nos ânimos e pescar umas lindas e gratificantes lições de vida.

CAPA: Preciso dizer algo? Apaixonei-me pela ilustração dela e, impresso é dezenas de vezes melhor, principalmente pelo fato de haver verniz localizado sobre a ilustração, o que dá um Tchã a mais no livro.

A diagramação interna é uma das mais fofas que já vi, cheia de arabescos e flores, é a cara da história.
O legal é que, fizeram o livro num formato menor, para que ele ficasse mais grosso, o que deu um toque todo especial à leitura.
Se fosse compra-lo, a diagramação já me deixaria com uma vontade louca de tirar umas notas do bolso – mas só a vontade, porque não ia ter nota nenhuma mesmo, olha lá se tiver umas 2 moedas de 5 centavos, haha.

UMA PALAVRA QUE DEFINIRIA O LIVRO: Perseverança.

Anúncios

4 comentários sobre “Resenha | Amor, Maybe

  1. Seilá, tem tanta gente que escreve sobre isso de amor, namoro que na maior parte do que leio é aquela coisa sem nada novo, sabe? Todos parecem iguais, na maior parte. Mas pelo que cê descreveu parece que é aquela leitura ‘gostosa’ e que transmiti um recado, mas que não seja muito claro tipo aquela coisa que vem no final de algumas historias infantis.

  2. Que graça, tanto a sinopse quanto a resenha adorei! Gosto de livros leves e românticos de vez em quando ! Parabéns a Francine pela obra e ao Renato pelo Blog!

Comente! Sua opinião/crítca/sugestão é muito importante para nós!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s