#Entrevista | Fabio Brust

Olá, tudo bom com vocês? O autor Fabio Brust nos deu uma entrevista fantástica, assim como os livros dele. Confiram!

яK BooK’s: Quando descobriu que seria um escritor?

Fabio: Não sei direito quando foi que isso aconteceu… eu sempre gostei de ler, mas só comecei a escrever mesmo quando eu vi que a J.K. Rowling (minha única inspiração naqueles tempos antigos) tinha começado a escrever muito nova um livro que não fazia sentido nenhum. Então pensei: “Se ela posso, porque eu não poderia?”. Acabou que comecei a escrever e não parei mais. Maldito vício!

яK BooK’s: É mais difícil escrever ou conseguir publicar um livro?

Fabio: Acho que a maior parte dos escritores vai concordar comigo que escrever é só o começo. Publicar é bem mais complicado. Tem muita gente que escreve e nunca publica nada… eu mesmo só publiquei um livro até hoje, tendo muitos outros que gostaria de fazer seguirem o mesmo caminho. Escrever é lazer, é prazer. Publicar é mais comercial e um pouco mais complicado, na medida que não dependemos mais só de nós mesmos.

Capa do primeiro livro do autor a ser publicado, Agora eu Morro.

яK BooK’s: Pessoas do seu cotidiano te inspiram para criar personagens?

Fabio: Algumas pessoas, sim. Às vezes as mais improváveis; às vezes, as mais óbvias. Mas não são muitas, não. Normalmente me inspiro em diversas pessoas pra criar os personagens. Não dá pra se ater a só uma… eu pego aspectos de muitas e mesclo em um personagem só, até torná-lo palpável. Ou, tento!

яK BooK’s: Como as ideias dos seus livros surgem?

Fabio: A qualquer hora, em qualquer momento, em qualquer lugar. O pior é quando elas simplesmente surgem, como um insight, no meio da noite. Aí você fica na dúvida se levanta e anota ou se deixa pra lá e tenta se lembrar amanhã. Eu nunca lembro. Então passei a anotar imediatamente todas as ideias que tenho! E elas não têm nenhum padrão. Às vezes são elaboradas, às vezes vem só um plot ou um personagem, ou uma situação. Eu gosto de juntar diversas ideias pra criar uma história nova…

яK BooK’s: Quais são suas bases no mundo literário? Inspirações e autores que admira?

Fabio: Acho que são três, e um deles é o mais recente, pra mim. O mais antigo foi Bernard Werber, autor da trilogia “O Império das Formigas”. Foi um livro que mudou minha concepção de mundo e me mostrou que há diversos pontos de vista para cada situação. O mais importante, pra mim, George Orwell, e o “1984”, que é um clássico e eu considero o melhor livro que já li. E, por último, Isaac Asimov, que escrevia ficção científica e nos brindou com inúmeras obras geniais. A que li foi “O Fim da Eternidade”, além do conto “A Última Pergunta” – bastante curto, que eu recomendo ler o quanto antes, aliás. O final é simplesmente genial. Esse conto é provavelmente a melhor coisa que eu já li.
яK BooK’s: Há livros ainda não concluídos ou guardados que você espera publicar?

Fabio: Mais ou menos. Se estão guardados é porque eu achei que não estavam prontos pra serem publicados, e ainda precisam de uma lapidação. E se não estão prontos, acho melhor terminar antes de pensar nos próximos passos… só pra me manter organizado!

Slogan do Novo Romance do autor.

яK BooK’s: Seu novo projeto é do gênero fantasia, sobre o que o livro vai tratar?

Fabio: Vai ser uma história de fantasia que eu costumo referir como “mais orgânica”. Não queria nada fantasioso em excesso, ou absurdo demais. Tentei manter os pés no chão até certo ponto, exagerando onde dava e deixando as coisas mais reais onde precisava. Além disso, não queria nomes cheios de trema, “k”, “w” ou “y”, como é comum em diversas fantasias. Decidi fazer uma coisa que não precisasse de guia de fala, que qualquer um pudesse ler e… enfim, entender. Por isso os personagens são Massimo, Dario, Ananias, Onça, Urso, Alba – entre outros mais exóticos, mas não inventados –, e, as cidades, Hibisco, Escarpa, Titã, Almíscar, Nebula.

яK BooK’s: Quais são suas expectativas quanto à publicação de O Sangue do Soberano?

Fabio: A princípio, nenhuma. Não enviei ainda pra nenhuma editora – está na revisão –, mas, quando enviar, espero só que alguém aceite publicar. Acho que o básico que qualquer autor gostaria em um trabalho do tipo… 

яK BooK’s: “Agora eu Morro” possui uma história intrigante, com um cenário apocalítico. Quem se propuser a ler O Sangue do Soberano poderá esperar por isso também, ou não há ligação nenhuma entre os livros?

Fabio: Não há ligação nenhuma. “Agora eu Morro” é uma história pós-apocalíptica, de ficção-científica e que se passa em nosso mundo. “O Sangue do Soberano” é uma fantasia que se passa em outro lugar, onde tudo é fictício. Tentei até mudar o estilo da narrativa… vamos ver no que dá!

O autor, na Bienal do Rio de Janeiro – 2011

яK BooK’s: Pode nos dizer um trecho do livro?

Fabio: Posso! Aí está uma cena que ocorre antes de uma luta, em que um homem que consegue se transformar em um urso, chamado genericamente por esse nome, estipula condições para a luta com o soberano, Massimo.

“Os dois andaram até o centro do círculo de tochas, Ananias ficando para trás, junto com o resto dos soldados. A movimentação pareceu aumentar, e as pessoas cochichavam sonoramente, embora fosse impossível compreender o que estavam dizendo. Teve um vislumbre de Barcas de Leon no meio dos soldados, assim como de muitos capitães. O general parecia extasiado com o que acontecia, e esperava ansiosamente pelo começo da luta.

— Que tal estabelecer algumas condições, antes de começarmos? – perguntou Massimo.

— Não vejo problema nisso.

— Está bem.

Os dois deram as duas mãos, cruzando-as uma sobre a outra, como que determinando que, quando as soltassem, o combate começaria. Olharam-se nos olhos.

— Deve ser uma disputa limpa e justa – disse o Poderoso.

— Claro.

— Sem utilização de armas – disse, apesar da adaga escondida na barra de sua calça.

O mutante jogou para o lado a espada que levava presa em um cinto. A multidão parecia ainda mais excitada.

— E, tratando-se de você, um mutante, sem a utilização de poderes sobrenaturais, ou o que quer que seja essa coisa que você e Onça têm – disse o soberano.

Ele deu de ombros.

— Diga que não vai usá-los – o soberano falou, sério.

— Não usarei meus “poderes”. Nem você, ó, Poderoso. Se é que você tem algum.

Algumas pessoas riram, à volta. Outras não entenderam o que havia sido dito, e eles cochicharam para espalhar a provocação.

— Por último, mas não menos importante: a luta termina ao primeiro sangue. Quem tiver conseguido infligir ao oponente o dano capaz de fazer verter sangue terá vencido – disse Massimo, sério. – Assim que isso acontecer, a luta é imediatamente terminada.

— Claro, claro.

— Estamos acertados então? – perguntou o soberano, prestes a soltar as mãos do outro. Urso segurou-as.

— Quase – disse ele. – Não tinha dito que teríamos de lutar em pé de igualdade?

— Sim, eu disse.

— Então vamos dar um jeito nisso – disse Urso, sorrindo, e apertou como nunca a mão direita do adversário. A esquerda dele estava enfaixada, parcialmente quebrada por um soco de Massimo, que agora tentava se soltar, em vão. O aperto era muito forte, e os olhos do homem à sua frente ficaram mais negros, indicando que sua transformação havia sido iniciada. Ele sorriu, e seus dentes encontravam-se mais pontiagudos do que deveriam. A força com que apertava a mão do outro era maior do que ele realmente tinha. Pelo menos, na forma humana.

— Filho da puta! – gritou Massimo, o Poderoso, enquanto tentava soltar sua mão, mas era tarde. A carne, volúvel, deixara que os ossos fossem segurados firmes pelos dedos do oponente, que apertou-os e fez com que chocassem uns contra os outros, duros, e, ante a força enorme, trincassem. O sorriso de Urso apenas fazia aumentar, enquanto amassava e esmagava a mão do soberano.”

яK BooK’s: Há previsões para o lançamento do livro novo, editora ou qualquer novidade que possa aguçar nossa vontade de lê-lo?

Fabio: Não. Não tem nada ainda. :\

A ilustração feita pelo próprio autor é uma das principais personagens do livro, uma onça.

яK BooK’s: O que pensa sobre a recente difusão da literatura nacional?

Fabio: O que eu posso dizer, sem ser completamente parcial? Acho que é ótimo! Os autores brasileiros têm muito a mostrar, e é muito bom, mesmo, que os próprios brasileiros estejam se dando conta, aos poucos, disso. Só espero que essa tendência continue crescendo!

яK BooK’s: Onde podemos encontrar novidades sobre seus projetos, adquirir livros e ficar por dentro de tudo?

Fabio: No meu blog! Lá normalmente tem de tudo que eu faço, além de algumas besteiras de brinde. É só dar uma olhada: http://www.fabiobrust.blogspot.com

яK BooK’s: Deixe um recado aos leitores do RK Books!

Fabio: Deixo! Espero que todo o pessoal que esteja lendo esse texto e tenha aguentado ler todas as coisas que eu sempre escrevo, que continuem lendo, e continuem apostando nos autores brasileiros. Tem muita coisa aqui que vale a pena ser lida!

Anúncios

Cinco livros que você deveria ler nas férias

Se você não é sortudo como eu, que por milagre terei um mês de férias (dancinha da vitória nerd), mas quer aproveitar as melhores leituras que esse mês pode oferecer… Bem, separei as dicas que acho importante para todo amante da leitura:

1.      A dança dos dragões – George R. R. Martin

 “Dead things in the woods, dead things in the water.”

Tenho algumas teorias sobre quem não sabe nada sobre As crônicas de gelo e fogo, elas incluem coma, sequestro alienígena, viagem no tempo, viagem espacial ou uma mistura das opções anteriores.

No quinto volume da série o autor retoma alguns personagens que não apareceram no quarto livro. Se você ainda não conseguiu colocar a série em dia, sim, eu não estou nem na metade do terceiro livro ainda – A tormenta de espadas – esta dica serve de convite para iniciar ou retomar a série mais vendida dos últimos tempos.

 

 

2.      O prisioneiro do céu – Carlos Ruiz Zafón

Minhas dicas são totalmente pessoais e baseadas em meu gosto literário, afinal, quem não faz isso?! O prisioneiro do céu é a continuação de um dos meus livros favoritos, se não for o favorito, A sombra do vento.

Zafón é um mestre apaixonado por livros e demonstra isso através da escrita com maestria. Sua Barcelona é recheada de mistérios e névoas de romance melancólico. De presente para os fãs de seu romance anterior ou anteriores se você contar com O jogo do anjo, ele revisita um dos locais mais bacanas já inventados na literatura: O cemitério dos livros esquecidos.

– Este lugar é um mistério, Daniel, um santuário. Cada livro, cada volume que vês, tem alma. A alma de quem o escreveu e a alma dos que o leram e viveram e sonharam com ele. Cada vez que um livro muda de mãos, cada vez que alguém desliza o olhar pelas suas páginas, o seu espírito cresce e torna-se forte. Há já muitos anos, quando o meu pai me trouxe pela primeira vez aqui, este lugar já era velho. Talvez tão velho como a própria cidade. Ninguém sabe de ciência certa desde quando existe, ou quem o criou. Dir-te-ei o que o meu pai me disse a mim. Quando uma biblioteca desaparece, quando uma livraria fecha as suas portas, quando um livro se perde no esquecimento, os que conhecemos este lugar, os guardiães, asseguramo-nos de que chegue aqui. Neste lugar, os livros de que já ninguém se lembra, os livros que se perderam no tempo, vivem para sempre, esperando chegar um dia às mãos de um novo leitor, de um novo espírito. Na loja nós vendemo-los e compramo-los, mas na realidade os livros não têm dono. Cada livro que aqui vês foi o melhor amigo de alguém.”

– A Sombra do Vento

3.      A fantástica literatura queer – Volume Amarelo

Essa coletânea é responsabilidade de Cristina Lasaitis e Rober Pinheiros, primeira tentativa de unir a literatura GLBT (GLS, GLBTT ou de A a Z) à literatura especulativa no Brasil, gênero muito bem sucedido em outros países, obrigado.

Personagens héteros, gays, bis, transexuais ou sem rótulo algum, que em base é a função principalmente dessa série que já conta com os volumes Vermelho e Laranja – a previsão é trazer todas as lindas cores do arco-íris -.

Se os livros não servirem para quebrar paradigmas e abrirem mente, não sei o que é capaz de fazer isso.

 

4.      Ruas estranhas – Vários

Muita gente vai torcer o nariz e virar a cabeça como a Linda Blair em O Exorcista, mas esse livro não está na lista por conta do nome de George Martin escrito em neon vermelho e 3D na capa, mas sim porque sou um fã antigo do gênero fantasia urbana, que é o tema dos contos nele presente.

Fantasia urbana é quando você geralmente usa uma cidade como cenário para tramas com fantasia. Coisas já vistas em True Blood ou em partes de Harry Potter. Não confunda Romance Sobrenatural com Fantasia Urbana, Fantasia Urbana sobrevive sem romances, casais água e açúcar e toda aquela pegação desnecessária entre as páginas.

No fim das contas Martin apenas escreveu a introdução da obra. Todos os autores participantes são conhecidos – nem todos no Brasil -. Os que mais me interessam são Charlaine Harris, autora de As crônicas de Sookie Stackhouse (adaptado pela HBO para True Blood); Conn Iggulden, romancista da série O Imperador e Diana Gabaldon, responsável pelos romances históricos da série Outlanter (Editora Rocco). E os outros não ficam nenhum pouco atrás desses grandes nomes.

5.      A visita cruel do tempo – Jennifer Egan

“É essa a realidade, não é? Vinte anos depois, a sua beleza já foi para o lixo, especialmente quando arrancaram fora metade das suas entranhas. O tempo é cruel, não é? Não é assim que se diz?”

 

Este livro é para os leitores um pouco mais experientes, mas não se limite a não lê-lo se você não for um. Jennifer Egan recebeu o Prêmio Pulitzer, muitíssimo merecido. O romance ou ‘ciclo de contos’ cobre cinquenta anos de história enquanto brinca com a cronologia.

O livro fala de Bennie, um talentoso executivo musical; Sasha,  a assistente cleptomaníaca e uma teia de outros personagens interessantes que hora são secundários, hora são protagonistas.

Cada capítulo, ou conto, é narrado por um personagem diferente e em escrita diferente. Primeira, segunda e terceira pessoa, além de slides do Power Point são utilizados de maneira perfeita.

O tempo é o que une os personagens, o tempo que é cruel e embalado em rock’n roll para ser digerido com menos dor, medo e angústia…  Ah, o tempo.

Aparentemente acabei enganando você, infelizmente nunca disse que seria totalmente fiel em indicar apenas cinco livros, pelas minhas contas chegam há uns 40 títulos se formos correr atrás das séries completas dos autores que eu citei ou as obras anteriores aos livros indicados.

Mas a leitura é isso, não? Sempre estar insatisfeito com a quantidade de coisas que ainda não lemos.

Minha lista não é absoluta e muita menos perfeita. Talvez eu não leia esses títulos, talvez eu puxe outro na estante da minha biblioteca ou empreste um livro de que nunca ouvi falar de um amigo da tia-avó.

Só te desejo duas coisas por hora: Boas férias e boas leituras!

#CapasDaSemana | Paganus e Padaria pela Modo Editora


Olá Amigos!

Trago hoje duas capas lindíssimas da Modo Editora, Paganus e Padaria que inclusive serão destaque na Bienal de São Paulo 2012 em agosto. Seguem os gêneros em destaque para o épico, ficção, mitologia, prelo, aventura, romance, sobrenatural… Uau! Aguça ou não a curiosidade?? Então confiram as capas:

Esperam que tenham curtido galera!

Até a próxima,

Beijo, beijo….

#Crônica: Galeria de Arte

__ ELE: Toc, toc, toc. De novo. Essa mulher não sai mais daqui.

__ ELA: Acho que ele está começando a desconfiar. Já é a terceira vez essa semana!

__ ELE: Me aproximo, claro. Sou um profissional. Posso ajuda-la senhora? Sorrio, claro. Sou um profissional

__ ELA: Boa tarde. Um belo sorriso disfarça qualquer má intenção, sempre. –Passei aqui pra apreciar essas belíssimas obras de arte. Acho que esqueci o que é sutileza. Mas um homem desses deixa qualquer mulher louca!

__ ELE: O que essa doida quer aqui? Já é a miléssima vez essa semana! Posso acompanha-la em sua visita? Sou um profissional.

__ ELA: Seria um prazer gozar de sua companhia. Sou ótima com trocadilhos. Ninguém pode negar! Ele ri e relaxa os ombros. Se entregando na primeira piada? Essa foi fácil.

__ ELE: Não posso negar. Inteligente. E bonita também. Mistura perfeita. Ou ela é dessas mulheres dominadoras ou ela é dessas pra casar.

__ ELA: Ele. Bonito. Inteligente. Demais. Das duas uma: ou ele é gay ou é desses pra casar.

__ ELE: É estranho confessar isso, mas me imagino com cada mulher que conheço. Não todas. Mas com a maioria sim. Imagino as posições. Os lugares. Os orgasmos. Os filhos. A festa de casamento. Com ela. Formaríamos o casal perfeito. Eu, dono de uma das maiores Galerias de Arte do Brasil. Ela… Bem… Nem sei quem ela é e já estou apaixonado. Andamos devagar pela galeria A chuva começa lá fora.

__ ELA: Me divirto a cada segundo ao lado dele. Quero ficar assim pra sempre. Com ele. A chuva começa lá fora.

__ ELE: Fim da visita. Nenhuma obra de arte pra mostrar. E se ela for embora?

__ ELA: Fim da visita. Nenhuma obra de arte pra ver. E se eu for embora? Então, eu não vou embora. Caso com ele e fujo pra Suécia. Uma linda mansão. Um casal de filhos loiros. Felizes pra sempre. Não existe felizes pra sempre. Existe o agora.

__ ELE: Não vai embora não. Fica comigo. A gente foge pra qualquer lugar. Sol ou chuva. Neve ou areia. Só nós dois. Pra sempre enquanto dure.

__ Então. Olhares se perdem na despedida. Obrigado, volte sempre. Inúmeras possibilidades de uma paixão de segundo. Frustrada. E eles se distanciam. Ela sai na chuva. A água gelada molha sua face e escorre por seu corpo. Ele continua parado na porta da galeria. Ela volta correndo para seus braços. Um Beijo. Pra sempre. Cinquenta anos passam em um piscar de olhosOs melhores momentos da minha vida. Um casal de idosos. Aproveitando o resto da vida. Se esquentando perto da lareira. Uma casinha perdida no interior da Europa.

__ ELE: – Quando a gente se conheceu, por que você saiu antes de dizer que me amava?

__ ELA: – Porque a gente precisa se afastar pra entender a beleza das melhores obras de arte

#ESeFosseFilme? O Incrível Livro de Hipnotismo de Molly Moon

Olá leitores, todo mundo que ama ler já terminou um livro e ficou se perguntando “E se fosse filme?”.  É por isso que estou inaugurando esse espaço aqui no blog, o livro escolhido de hoje é O Incrível Livro de Hipnotismo de Molly Moon da autora Geogia Byng, sinopse abaixo:

Este livro trata da vida de Molly Moon. Ela é órfã, desengonçada e mora no sombrio Lar Vida Dura, no interior da Inglaterra, desde que foi achada quando ainda era um bebê. Para piorar, ela é constantemente castigada pela Srta. Viborípedes, a cruel diretora do orfanato, que a faz limpar os banheiros da casa com sua própria escova de dentes. A única esperança de Molly é um velho e curioso livro de hipnotismo que descobriu por acaso na biblioteca da cidade. Ela mergulha nas lições de hipnotismo e logo descobre que possui um incrível poder de mandar as pessoas fazerem qualquer coisa. Em pouco tempo, é claro, todos os moradores do orfanato estão sob seu domínio e ela começa a bolar um plano para fugir dali. O que ela não sabe é que um homem muito estranho conhece seu segredo. Ele quer o livro e pretende usar os poderes dela para cometer um crime diabólico.

♦ Diretor: Tim Burton

            Sou suspeito pra falar porque sou super fã dos trabalhos do Tim, mas tenho certeza que ele faria um trabalho ótimo com essa história. A estética dos seus filmes é irrefutavelmente perfeita e seu apego ao horror traria um toque mais maduro à história infantil.

♦ Molly Moon: Willow Shields

            Ela interpretou o papel da irmã de Katniss em Jogos Vorazes. Ela daria uma ótima Molly Moon, pois acredito que ela consiga transpor a doçura aparente da personagem para sua interpretação. Apesar de o livro descrever Molly com cabelos castanhos encaracolados, tenho certeza de que ela ficaria melhor ruiva e com sardas.

♦ Rocky Scarlate: Jaden Harmon

            Jaden já atuou em várias séries (One Three Hill, Homeland e Drop Dead Diva) e agora ele, sem dúvida, merece um papel de destaque em um filme. Rocky é o melhor amigo de Molly Moon (na verdade, seu único) e ajuda a protagonista quando ela se mete em encrenca.

♦ Edna: Michelle Pfeiffer

            Adoro os trabalhos de maquiagem que são feitos para transformar musas lindíssimas em mulheres nem tão lindas assim. Edna é a cozinheira do Lar Vida Dura, uma mulher velha e mal-humorada que, junto com a Srta. Viporípedes faz da vida das crianças um inferno.

♦ Srta. Viborípedes: Queen Latifah

A personagem é descrita como “magra e ossuda de cabelos pretos e olhos cinza”. Queen Latifah é bem diferente disso, ainda assim, seria perfeita para o papel. Sua veia humorística pode ser comprovada em filmes como Bringing Down The House (A Casa Caiu) e Taxi.

♦ Hazel Marretta: Maisie Williams

Maisie está “em alta” por seu papel de destaque em Game of Thrones, série na qual interpreta Arya Stark, a mocinha (nem tão mocinha assim da história).  Acho que um personagem menos complexo faria um bom contraponto na carreira dela. A órfã Hazel é a favorita da Srta. Viborípedes, é colega de quarto de Molly, mas é sua inimiga número um.

♦ ‘Professor’ Simon Nockman: Kevin James

O grande vilão do filme é também um grande bobo porcalhão, não haveria ninguém melhor para interpretá-lo que o grande Kevin James. Nockman chantageia Molly Moon para que ela use seus poderes para cometer um horrível crime.

E aí, curtiram? Concordam com as minhas sugestões? Gostaram dessa nova coluna? Comentem :p

Fiz esse post ouvindo:

Yeah Yeah Yeahs – Soft Shock  Ouvindo agora
Yeah Yeah Yeahs – Heads Will Roll 4 minutos atrás
Yeah Yeah Yeahs – Zero 8 minutos atrás
Oswaldo Montenegro – Rasura 13 minutos atrás
Oswaldo Montenegro – Lume de Estrelas 18 minutos atrás

#ContaConto | “RECOMEÇAR”

N.d.A.: inspirado na música “We Cry”, da banda The Script;

17/10/2012 (QUARTA-FEIRA) – 22h14min – Zona Norte de São Paulo

Jennifer está sentada na cama, cabeça baixa olhando para alguns papéis que segura desde as nove e quarenta, quando chegou do trabalho. A tinta da impressão está borrada em alguns pontos onde lágrimas caíram, formando círculos imprecisos no papel e ela luta para conter os soluços e não acordar sua filha de quatorze anos. Não era a primeira vez que a carta de cobrança bancária chegava e ela precisava ignorar rezando a cada noite para que sua situação financeira melhorasse.

A situação não estava fácil já desde que seu marido a deixara com as contas todas em seu nome. “Deveria ter ouvido minha mãe”, ela repetia sempre que pensava no assunto. O problema na verdade talvez viesse de muito mais longe. Acredito que sempre venha…

Desde cedo fora uma criança pobre vivendo num mundo de ricos, sempre desejando uma melhoria em sua vida. Aos dezesseis deu o nome de sua primeira filha de Esperança e prometeu que ela faria de tudo para que a vida dela fosse melhor que a sua própria. Bem, foi o que ela tentou. Jennifer casou-se com o pai da criança, um homem de vinte e dois com mentalidade de quinze que vivia se alcoolizando e saindo com outras, não trabalhava. O peso da responsabilidade caia sobre suas costas desde o casamento e mais ainda quando ele chegava alto e gritava com ela por terem mais uma vez cortado a luz. Contudo ela não se levantava contra ele.

Dedicava seu tempo à filha e seu bem estar, tentava educar e dá-la uma melhor condição, mas o fruto nunca cai muito longe do pé. Aos quatorze Esperança chega em casa chorando e segurando o teste de gravidez com resultado positivo e a notícia de que a criança não teria pai. Foi aí que a “família” ruiu por completo. Jennifer protegeu a filha apesar de brava e seu marido comprou a briga contra as duas. Na mesma noite, ambas foram colocadas para fora de casa.

A mãe dela as acolheu muito embora a situação não estivesse fácil também e agora as contas e cartas de cobrança de empréstimos chegavam a cada quinze dias lá. Por isso chorava. A vida é dura e impiedosa e ela não sabia mais o que fazer.

17/10/2012 (QUARTA-FEIRA) – 22h14min – Zona Sul de São Paulo

Maria anda de um lado para o outro em sua sala. O cômodo amplo e bem mobiliado refletia suas escolhas de outrora. Assim como Jennifer, lágrimas escorriam por seus olhos em direção ao queixo e ela as empurrava com o polegar, tentando evitar que seu orgulho fosse ferido. “Nunca desista dos seus sonhos”, aprendera com sua mãe, entretanto as coisas nunca estavam simples.

Tudo começou aos dez, quando presenciou uma briga dos pais em que a mãe foi ameaçada de morte e precisou ouvir o quanto o mundo era dos homens. Ali mesmo decidiu que entraria para o mundo da política e seria aquela a mudar o mundo. Iria lutar pelos direitos femininos neste “mundo dos homens” e seria uma pessoa correta. Casou-se com um empresário aos vinte e três anos após completar sua faculdade e começou sua campanha.

A questão é que não conseguiu ser bem-sucedida e assistiu seu sonho de mais de dez anos ir pelo ralo enquanto ela lutava com unhas e dentes para mantê-lo em pé. Seu marido sempre apoiou a carreira política e entendia seu lado, contudo nos últimos dezesseis anos de fracasso passou a pressioná-la para arranjar uma ocupação também. Maria se recusava a ouvir e isso era o que a levava às lágrimas naquele dia.

Nunca é fácil abrir mão de algo que se vem lutando por anos, mesmo que tudo lhe indique que é o certo. “Nunca desista dos seus sonhos”, aprendera com sua mãe, uma mulher que nunca sequer sonhara grande como ela. Talvez aquela fosse a hora certa. A hora certa para engolir o orgulho que escorria pelos olhos e lidar com a vida de pés no chão.

17/10/2012 (QUARTA-FEIRA) – 22h26min

Jennifer na cama emprestada por sua mãe se põe em pé e engole o choro. Passara a vida inteira agindo como submissa e já estava cansada de ser jogada ao chão pelo mundo, esperando que dias melhores viessem onde tudo desse certo. Decidiu que era a hora de recomeçar, de colocar um objetivo um pouco maior em sua existência. Algumas pessoas dizem para vivermos um dia de cada vez, mas às vezes quando se está estilhaçado isso ainda é muito e precisamos viver momento a momento. A parte boa em se estar no fundo do poço é que não há outro lugar para ir a não ser para cima; e é isso que ela fará.

Do outro lado da cidade, Maria também engole o choro, mas com uma tristeza no coração. Sua vida lhe dera muitas coisas e junto com elas a decepção grande de ver que não será ela a mudar o mundo. Era a hora certa de recomeçar, com certeza. Talvez não seja como ela espera, talvez não seja seu sonho, mas também talvez seja o certo.

Recomeçar. Jennifer e Maria. Em algum momento todo pássaro aprende a voar. Em algum momento toda rosa terá de morrer. É a vida. Recomeçar é sempre bom quando não sabemos para onde ir.

Afinal, quem sabe o que o incerto nos reserva?

#Equipe

Olá Pessoal!

Como citei no post anterior (Recomeço), o blog agora contará com mais 07 colunistas, que ajudarão a movimentar o Rk Book’s, e torná-lo um blog incrível, e diversificado…

Vamos conhecer o povo lindo que vai colocar essa “máquina pra ferver”?


Alex Bastos

Alex Bastos é catarinense, estudante de Farmácia.
Viciado em livros, filmes e seriados.
Basicamente nerd por fora e crocante por dentro.
Participou da coletânea Crônicas da Fantasia e tem mais duas obras no prelo para 2012.
Twitter: @lecobastos

Caio Francisco

Caio Francisco, 18 anos, pré-vestibulando, blogueiro, futuro “alguma coisa” e não se importaria em ser cantor ou ator.
Narniano, pertencente ao Distrito 4 e sobrevivente da Cornucópia; pertence a Grifinória.
Apaixonado por música, livros, séries e filmes,viu nos blogs a oportunidade de se conectar com pessoas do mesmo interesse e dividir com elas histórias e pensamentos.

Twitter: @Leia1Livro

Facebook
Skoob
Blog


Diego Bellenus Baco

Diego Baco, amante das artes, sonserino,
incógnita.

Twitter: @Xdidacus

Facebook
Skoob
Filmow
LastFM


Felipe Santos

Felipe Santos é paulista, pseudo-escritor, estudante do ensino médio e futuro estudante de Direito.
Amante de livros, séries, filmes de terror e contos de fadas, já publicou em uma antologia da Editora Andross e pretende conseguir escrever um livro. Só pretende porque a preguiça e a falta de criatividade lhe impedem.

Twitter: @Fm_santos

Facebook
Blog
Skoob


Renato Klisman

Renato Klisman, escritor, blogueiro, dual, designer, recheado de ideias, cativante, irritante, diferente, viciado em séries, livros e coisas comestíveis.
O máximo das máximas.

Twitter: @Renato Klisman

Facebook
Skoob


Sandra Ferro

Sandra Ferro, twilighter, mãe e esposa.

Devoradora de livros, não se vê sem seus companheiros de todo-dia.

Facebook
Blog
Skoob 


Willian Donadon

Willian Donadon é de São Paulo, escritor e estudante de Cinema. Autor da série “A Lenda de Högni”; atualmente divide seu tempo entre estudar para a faculdade, escrever o novo livro, ser psicólogo dos amigos e falar abobrinha pelo facebook ou MSN. É viciado em música, refrigerante e internet.

Twitter: @WDonadon

Facebook
Blog
Skoob

#Recomeço

Olá Pessoal!

O ano de 2012 chegou cheio de novidades, entre elas a Faculdade.

No começo foi até fácil comportar o trabalho, a facul, as leituras, o design e as atualizações do blog. Porém, com o avanço das matérias, a vida começou a ficar bem difícil.

Em Junho o blog completou dois aninhos de vida, três se contar a época em que ele estava no NING.COM, e acabei por perceber que o bonito havia se tornado uma máquina bem maior do que era no início.

Havia editoras e autores parceiros, ambos mandando livros, e formando pilhas aqui, compromissos que haviam sido assumidos e precisavam ser cumpridos. E eu, infelizmente comecei a não conseguir assimilar toda essa carga enorme de recebimentos.

Então, para o blog não entrar em colapso e acabar fechando, a partir de hoje, dia 1º de Julho de 2012, várias engrenagens começarão a ajudar no funcionamento dessa “máquina”, são colunistas que se dispuseram a postar aqui, que transformarão o Rk Book’s num recinto dos mais diversos tipos de cultura.

A partir de hoje, você leitores, poderão encontrar aqui, além das já conhecidas Resenhas, Contos, Crônicas, Entrevistas, Música, Cinema e muitos outros assuntos relacionados ao mundo Popcult.

Agora, deixo para vocês os meus sinceros agradecimentos por terem nos acompanhado comentando nos posts, participando das promoções, ajudando a divulgar, e transformando o blog no que ele é hoje.

Afinal, um blog sem leitores e visitantes, não passa de um “nada” na internet…

Que a partir de hoje, tudo melhore cada vez mais e, para encerrar o post, vou deixar uma musiquinha básica para animá-los!

Meu conselho? Apertem o play e aumentem o volume, aumentem MESMO.

E dancem, dancem sem parar…

#MomentoMúsica | Never Close Our Eyes – Adam Lambert

Todos sabem que o mundo literário foi invadido pelo gênero Distopia.

No Brasil já temos ESTILHAÇA-ME, com seus personagens sobre-humanos, FEIOS, com a tecnologia extrapolando os limites da beleza, DESTINO – MATCHED, com seus personagens totalmente vigiados pela Sociedade, a qual são praticamente obrigados a sustentar, DESTINO ÍNTIMO e o mundo pós apocalipse, JOGOS VORAZES e sua população perfeitamente controlada pelo exército, entre muitos outros.

Mas o que vem acontecendo também ultimamente é que, a Distopia anda cada vez mais presente no meio dos clipes musicais. Lady Gaga, Nicki Minaj, Rihanna, 30 Seconds To Mars, entre muitos outros artistas andam aprontando todas e mais algumas, produzindo clipes cada vez mais fodásticos.

Um dos mais novos adeptos a essa nova onda é Adam Lambert, com a música Never Close Our Eyes. O Clipe foi lançado esta semana e já está se tornando um Hit, que promete fazer muita gente balançar por aí!

A verdade é que, é impossível assistir o clipe e não associá-lo a algum dos novos livros Distópicos, tamanha é a semelhança de algumas cenas, com trechos dos livros. Algumas coisas que dão bem na cara, são as pílulas, que lembram Destino. As câmeras, são a cara do Feios. O Exército tentando controlar tudo, Estilhaça-me e, por fim, o cenário futurista/destruído. presente em praticamente todos.

Sem mais enrolação, bora assistir! Continuar lendo

#Especial | Dia Das Mães

Pois é, hoje é dia das mães. U_u

Já chegou na sua e deu #AqueleAgarra nela e falou: MÃE EU TE AMOAMOAMOOOOO?

Se ainda não, CORRE, ABRAÇA, DIZ e depois volte a ler este post. XD Continuar lendo

Resenha | Estilhaça-me

TÍTULO: ESTILHAÇA-ME

AUTORA: TAHEREH MAFI

TÍTULO ORIGINAL: SHATTER-ME

EDITORA: NOVO CONCEITO

PÁGINAS: 304

SKOOB


Sexy, tenso e explosivo. Vai estilhaçar cada centímetro de sua mente, numa narrativa ousada e impecável.

Juliette está aprisionada.

Isso porque ela ousou tocar, ousou tentar ajudar, ousou duvidar que sua maldição ainda perpetuava-se.

Mas tudo está prestes a mudar, ela irá descobrir que nesse novo mundo em que vive, tudo pode ser revertido.

Sua maldição se tornará um Dom.

Seu toque, poder.

O que eles chamavam de mostro, e queriam ter como arma.

Se revoltará, e começará a rebelião.
A HISTÓRIA: Incrível, incrível, incrível. Esse ano, passei pela leitura de Destino – Matched, e Feios no ano passado, mas com certeza, a melhor distopia é Estilhaça-me.

A narrativa é impecável, conquista o leitor logo nas primeiras linhas, ao contrário de alguns livros, que é necessário aguentar algumas páginas de chatice para embalar a leitura.

A personalidade e a interação entre os personagens é incrível, os sentimentos afloram de tal forma que é impossível não se ligar neles e sentir o mesmo que cada um dos coadjuvantes.

Estilhaça-me deixa o leitor chocado, apaixonado, com medo, tenso, ansioso e mais uma cascata de sentimentos incríveis. O Mundo futurista criado pela Tahereh Mafi é ao mesmo tempo impensável, e possível. Todas aquelas coisas de destruição pela guerra, domínio militar, morte da biodiversidade, radiação nuclear, servem para incrementar ainda mais a narrativa, dando um clima todo especial.

Agora, só nos resta esperar pela continuação do livro, a qual a autora já postou uma foto do manuscrito na sua página do facebook.

UNRAVEL ME, cuja possível tradução será DESVENDA-ME, ainda não tem data para lançamento, mas podemos cruzar os dedos e torcer! \o/

A CAPA: Se na internet, a capa de Estilhaça-me já te deu uma vontade très louca de ler o livro, quando ver tudo impresso, u_u, multiplique-a por 9283733, porque é realmente incrível. Todas as partes cinzas da imagem, no livro físico, são metalizadas, ou seja, você fica horas e horas virando-o de um lado pro outro para ver tudo se refletir. *o*

UMA PALAVRA QUE DEFINIRIA O LIVRO: Inquietante.

BOOK TRAILER: De todas as artimanhas usadas na campanha publicitária de ESTILHAÇA-ME, a melhor de todas é, com certeza, o Book trailer do livro. Por isso, nãodeixem de dar uma conferida nele.

É MAGNÍFICO!

#CapasDaSemana | Brinquedos Mortais & Coração Maligno

Sangue…

Quem se atreve a dizer que uma capa repleta de sangue não chama a atenção?

Mesmo que você passe por ela, dê aquela olhada de “Ai que nooojooo”, empine a cabeça e siga em frente. Você vai ser impactado e, quem sabe, vai dar uma espiadinha no conteúdo dos livros.

Hoje trago para vocês a capa de Brinquedos Mortais da editora DRACO, que é uma coletânea de contos de autores Nacionais. E também, Coração Maligno, da Chelsea Cain, que é o terceiro e último de uma trilogia incrível, sexy e assustadora. Continuar lendo

Páginas Noturnas

Por Felipe Castilho

1º capítulo na íntegra de Ouro, Fogo e Megabytes, romance juvenil de Felipe Castilho que será publicado pela editora Gutenberg. O livro será lançado 28/04 na Odisseia Fantástica e dia 19/05 na Martins Fontes Arte da Avenida Paulista, chegando às livrarias no começo de maio. A capa é do Octavio Cariello.

A outra vida de Anderson Coelho

Nas imediações do Death Canyon, o habitual céu arroxeado de Asgorath não existia.

Uma eterna tempestade tratava de esconder qualquer resquício de dia. Nenhum pássaro ousaria voar por ali, onde trovões rugem com o som de mil montanhas desmoronando. Onde tantas coisas e causas já foram perdidas, guerreiros destruídos e guildas inteiras devoradas.

Sim, devoradas. Mastigadas. Carbonizadas. Pisoteadas. Somente adjetivos infelizes. Afinal, estamos falando da morada do temível Dragão Negro, o senhor absoluto daquelas terras áridas. Entretanto, algumas bravas almas – ou seriam estúpidas almas? – ainda se…

Ver o post original 2.630 mais palavras

#Apendam, Folks!

Páginas Noturnas

Por Ana Cristina Rodrigues

Desde o final de 2010 venho me dedicando à uma atividade que exige paciência, tolerância, calma e paciência (sim, em dose dupla): ser editora. Juro que gosto de mexer no texto alheio, escolher capa e diagramação, escrever textos de apresentação. Não gosto muito da parte burocrática (ISBN, distribuição, contratos, vendas e outras coisas), mas com a parceria que estabeleci dá para levar.

Mas tem algumas coisas que me tiram do sério. E isso mesmo antes do autor entrar para a editora. 

Ver o post original 833 mais palavras

#VemAí | Crônicas da Fantasia

Olá Pessoal! Está chegando o grande dia em que todos poderão ter em mãos o incrível “Crônicas da Fantasia”!

Após algumas idas e vindas, o lançamento, que seria em julho, foi adiantado para Abril!!!

Acontecerá na Odisseia de Literatura Fantástica, em Porto Alegre/RS, no dia 28/12. Mas, quem estiver já por perto, pode visitar o evento da Odisseia no dia 27 também. No dia 28, o organizador Cristiano Rosa, estará autografando exemplares do livro e realizando o lançamento! \o/

Confiram abaixo a capa, sinopse e infos sobre a obra. Continuar lendo

#CapasDaSemana | Heaven, Travessia, Romeo Redeemed & O Signo Oculto

Olá Pessoal!

Semana passada não consegui postar absolutamente nada no blog. A facul está uma correria danada, afinal, minha matrícula foi tardia e tenho que recuperar 2 semanas de aula. :S
Por isso, o post CAPAS DA SEMANA terá 4 capas, para compensar as duas semanas perdidas. Continuar lendo

Resenha | Destino – Matched

TÍTULO: DESTINO

SÉRIE: A SOCIEDADE

AUTORA: ALLY CONDIE

EDITORA: SUMA DE LETRAS

PÁGINAS: 240

SKOOB: http://www.skoob.com.br/livro/151933


Uma possibilidade assustadora, criativa e extremamente impactante. Continuar lendo

#CapasDaSemana | Incarnate & Neon Azul

Olá Pessoal!

Á partir de Hoje, toda semana, criarei um novo post com duas capas.

Uma internacional, e outra, de um livro nacional.

Essa coluna tem como objetivo mostrar a beleza, ou a feiura, das capas que andam decorando os livros pelo mundo à fora.

Os posts não conterão a sinopse dos livros, se algum dos mencionados já tiver sido mencionado ou resenhado aqui no blog, no título do mesmo haverá um link para a resenha/sinopse, caso contrário, curtam e depois, vão à caça! hehe! Continuar lendo

#SessãoPipoca | “A INVENÇÃO DE HUGO CABRET”: uma lição de cinema.

Bem, o que posso dizer? Um filme de Martin Scorsese… Não poderíamos esperar menos. Digno das cinco estatuetas!

DADOS:

NOME: A Invenção de Hugo Cabret (Hugo)

DIRETOR: Martin Scorsese (Ilha do Medo)

ROTEIRISTA: (baseado num romance de) Brian Selznick

ESTRELANDO: Asa Butterfield (O Menino do Pijama Listrado), Chloë Grace Moretz (Kick-Ass: Quebrando Tudo), Ben Kingsley (Príncipe da Pérsia – As Areias do Tempo)

Continuar lendo

#ValeConferir | The Fantastic Flying Books of Mr. Morris Lessmore

A premiação do Oscar aconteceu e… um ganhador que surpreendeu a todos foi, com certeza, o vídeo:

The Fantastic Flying Books of Mr. Morris Lessmore

(Os fantásticos livros voadores do Sr. Morris Lessmore)

Esse é um curta que fala um pouco sobre o poder que os livros têm de transformar a vida das pessoas e foi premiado na categoria de Melhor Curta de Animação.

Confesso que não estava muito ansioso pra vê-lo, mas logo me arrependi pois o video é MARAVILHOSO! Ainda mais se for um doido pro livros e quer deixar todo mundo igual a você.

Sem mais enrolação, assistam, se emocionem e percam as palavras… Continuar lendo

#Novidades | Capa de Garota Replay – Tammy Luciano

E…

Já faz algum tempo que estamos esperando a capa de Garota Replay da Tammy Luciano.

Desde que a editora Novo Conceito avisou que lançaria o livro dela, deixou todos os leitores hiperansiosos.

Mas, finalmente saiu!

Confiram a capa e a sinopse do livro: Continuar lendo

Resenha | Amor, Maybe


TÍTULO: AMOR, MAYBE

AUTORA: FRANCINE CRUZ

EDITORA: ÍCONE

PÁGINAS: 304

SKOOB: http://www.skoob.com.br/livro/185137


Um amor, duas vidas, empecilhos. Muitos empecilhos. Continuar lendo

Ulálá!
Descendo e arrasando de novo… *—-*
Como posso escolher a melhor? U.U
E… bom, a Rainha Branca eu só passei a conhecer depois do X-Men Primeira Classe, mas é claro que amei ela… suahsahsa
Ótimo Post!

Resenha | A Iniciação

TÍTULO: A INICIAÇÃO

SÉRIE: CÍRCULO SECRETO

AUTORA: L.J. SMITH

EDITORA: GALERA RECORD

PÁGINAS: 256

SKOOB: http://www.skoob.com.br/livro/181466


O poder seduz, e o amor pode ser uma armadilha mortal… Continuar lendo

#SessãoPipoca | “FILHA DO MAL”: alarme falso.

Conta bancária: R$10 a menos.

DADOS:

NOME: Filha do Mal (The Devil Inside)

DIRETOR: William Brent Bell (Stay Alive – Jogo Mortal)

ROTEIRISTA: William Brent Bell & Matthew Peterman (ambos em Stay Alive – Jogo Mortal)

ESTRELANDO: Fernanda Andrade (seriado CSI: New York); Simon Quarterman (O Escorpião Rei – A Saga de Um Guerreiro); Evan Helmuth (Amor Em Jogo);

Continuar lendo

#SessãoPipoca | “HISTÓRIAS CRUZADAS”: algumas vidas domésticas.

Por que não falar sobre segregação racial? Com vocês, o indicado ao prêmio Academy Awards (o popular Oscar) de melhor filme, Histórias Cruzadas.

DADOS:

NOME: Histórias Cruzadas (The Help)

DIRETOR: Tate Taylor (ator em Inverno da Alma)

ROTEIRISTA: (baseado num romance de) Kathryn Stockett

ESTRELANDO: Emma Stone (A Mentira); Viola Davis (Confiar); Octavia Spencer (Sete Vidas); Bryce Dallas Howard (A Saga Crepúsculo: Eclipse);

Continuar lendo

Resenha | Ventos Poéticos

TÍTULO: VENTOS POÉTICOS

AUTORES: (AH, UM MONTES DELES… lista aqui)

ORGANIZADOR: CRISTIANO ROSA

EDITORA: LITERATA

PÁGINAS: 100

SKOOB: http://www.skoob.com.br/livro/192733

BLOG OFICIAL: http://ventospoeticos.wordpress.com/


Sublime, Cativante e Inspirador… Continuar lendo

#Resenha | Pimenta & Cereja – Doce Ardor

 TÍTULO: DOCE ARDOR

SÉRIE: PIMENTA & CEREJA #01

AUTORA: PATTY KIRSCHE

EDITORA: CLUBE DOS AUTORES

PÁGINAS: 396

SKOOB

Ágil, Sexy E Viciante.

Uma Mistura Sincronizada E Impactante Opostos Numa Narrativa Impecável. Continuar lendo

#EuCriei | O Abandono do Amor

Entre amigos, colegas de classe, companheiros de trabalho, desconhecidos, já ouvi muitas, muitas e muitas vezes a frase: “Eu preciso esquecer aquele amor”.

Aí eu penso: Esquecer pra quê? O amor é algo tão lindo, sublime e tempestuoso. Pra quê jogar algo assim fora? Continuar lendo

#SessãoPipoca | “J. EDGAR”: mentiras, corrupção e… romance.

Bem pessoal, primeiro post do #SessãoPipoca! Gostaria de agradecer a oportunidade do espaço e a vocês por lerem. Enfim, ninguém tá aqui pra ler discurso né? Haha’ :D Explicando rapidinho: alguns nomes (atores ou pessoas reais, filmes não) podem ser desconhecidos, então coloquei neles um link para a foto do cidadão para facilitar o reconhecimento. Espero ter ajudado.

Vamos começar com, digamos, certo estilo gângster

PS: esse é um filme histórico, então não reparem se eu enganchar num assunto e falar demais dele. Prometo melhorar! ^^

DADOS:

 NOME: J. Edgar

 DIRETOR: Clint Eastwood (Menina de Ouro)

 ROTEIRISTA: Dustin Lance Black (Virginia)

 ESTRELANDO: Leonardo DiCaprio (A Origem); Armie Hammer (A Rede Social); Naomi Watts (O Chamado);

Continuar lendo

Hora do Wallpaper!

Olá Pessoal!

Faz um tempo, enorme, que não posto wallpapers aqui. :S

Mas, pra quem fica ligado na página do blog no facebook (https://www.facebook.com/booksrk), vai perceber que eles continuam sendo postados.

Agora, tentarei, pelo menos uma vez na semana, atualizar vocês sobre as novidades. Mas, para quem quer recebê-los em primeira mão, o melhor é curtir a página.

Hoje, na bandeja, teremos Panic! At The Disco; O Substituto; Marcada a Fogo; The Vampire Diaries; Destino Íntimo; A Invenção de Hugo Cabret; Essência – Encontro de Almas; A Lenda de Högni; Destino e Crossed. Continuar lendo

#HiperNovidade | Novo Colunista do Blog! *-*

Não sei criticar filmes.

Isso mesmo. Não sei e assumo esta realidade. :/

Posso falar de livros, da vida alheia, de seriados, musicas e tudo o mais que você imaginar.

Mas quando chega a hora de resenhar algum filme, simplesmente travo, engasgo e, bom, não sai nada.

Pergunto-me sempre o porquê disso e, não imagino o motivo. Só sei que, por mais que tente, não consigo definir em palavras o que assisti. Por exemplo: Fui ver Alvin e Os Esquilos 3 e também a produção nacional Dois Coelhos. Gostei infinitamente de ambos, mas, não dá para explicar os meus motivos. Haha! #ZeroPraMim

Por causa de todo esse bloqueio cinematográfico, comecei a procurar alguém que, na minha opinião, fosse crítico, sarcástico, não se importasse nem um pouco com a opinião dos outros e, soubesse o suficiente de cinema para ter uma coluna aqui no blog. Continuar lendo

Resenha | Destino Íntimo – Uma Jornada ao Pulsar de Um Estranho

TÍTULO: UMA JORNADA AO PULSAR DE UM ENTRANHO

SÉRIE: DESTINO ÍNTIMO

AUTORA: GISELE GALINDO

EDITORA: LITERATA

PÁGINAS: 258

SKOOB: http://www.skoob.com.br/livro/145007

BLOG DA SÉRIE


Pulsante, sexy e assustador… Continuar lendo

#Vêm aí | Crônicas da Fantasia e Essência

Olá Pessoal!

A editora Literata liberou, oficialmente, as capas de dois hiper lançamentos deste ano! Confiram as capas e as sinopses: Continuar lendo

#VemAí | Beijada Por um Anjo – Revelações & Um Mundo Brilhante

E, enfim, a editora NOVO CONCEITO liberou, hoje a tarde em seu facebook, a tão esperada capa de BEIJADA POR UM ANJO 5 – REVELAÇÕES e também a de UM MUNDO BRILHANTE!

Vejam abaixo a sinopse e o trabalho MARAVILHOSO que eles fizeram nas capas. Continuar lendo

#EuCriei | Crepúsculo – Por que Tantos Odeiam?

Ultimamente comecei a me perguntar: “Por que as pessoas odeiam tanto a saga Crepúsculo?”.

E foi aí que resolvi escrever este post.

Livro 01 - Twilight (Crepúsculo)

Crepúsculo foi lançado oficialmente nos EUA em 2005. Três anos depois, em 2008, chegou ao Brasil pela editora INTRÍNSECA.
De lá para cá, a série arrebentou de vender. Lembro-me muito bem de passar num dia em frente a livraria NOBEL da minha cidade e ver pilhas e mais pilhas dos livros da saga. E. no outro dia passar novamente e ver, bem, as pilhas quase que totalmente desaparecidas.

Crepúsculo foi um livro que você via as pessoas lendo na escola, na rua, no ônibus, no trabalho, nos pontos de ônibus e, se bobear até nas igrejas. Foi uma febre que explodiu, criou centenas de fãs para a literatura fantástica e mostrou aos adolescentes que ler não era aquele monstrengo terrível, de 50 cabeças e oitenta braços. Crepúsculo renovou o mercado literário no mundo todo.

E então, surgiram as adaptações cinematográficas. Continuar lendo

Resenha | Fábrica de Diplomas

TÍTULO: FÁBRICA DE DIPLOMAS

AUTOR: FELIPE PENA

EDITORA: RECORD

PÁGINAS: 336

SKOOB

TWITTER AUTOR: @felipepena


Uma história cotidiana, transformada em algo inteligente e inovador… Continuar lendo

#VemAí | A Semente de Nalini (A Walk Across The Sun)

Olá Pessoal!

Esse ano de 2012 está prometendo, e muito, ótimos livros para o entretenimento de nós, leitores do Brasil!
As editoras estão buscando inovar cada vez mais e trazer lançamentos incríveis e com temáticas diferenciadas para todos os viciados em boa leitura. Continuar lendo