#Resenha | Pimenta & Cereja – Doce Ardor

 TÍTULO: DOCE ARDOR

SÉRIE: PIMENTA & CEREJA #01

AUTORA: PATTY KIRSCHE

EDITORA: CLUBE DOS AUTORES

PÁGINAS: 396

SKOOB

Ágil, Sexy E Viciante.

Uma Mistura Sincronizada E Impactante Opostos Numa Narrativa Impecável.

Bluting Pfeffer é uma agente secreta.
Ela é sexy, marcante e, bom, sabe muito bem disso e usa tudo a seu favor.
Mas, ela convive com um pequeno problema: Perdeu a memória sobre quem era, o que fazia e quem são seus verdadeiros amigos. Se lembra apenas que é uma Agente Secreta.

Entre combater inimigos extremamente perigosos, lutar contra o incrível impulso de “dar uns amassos” em seu chefe gostosão e resistir ao misterioso vampiro Hades, Blu terá que encontrar tempo para descobrir o que realmente aconteceu com seu passado, além de investigar uma intrincada rede de prostituição no Brasil.

Mas, paira a pergunta: Blu está preparada para tudo que irá descobrir?

A verdade sobre si mesma pode ser muito, mas muito mais cruel do que ela imagina. Ou talvez não.

A HISTÓRIA: Caraaaaaaaaaaaaca! Hehe! Faz tempo que li Pimenta e Cereja (¬¬ Sim, pode me matar pelo fato de a resenha não ter sido postada antes), mas, ao começar a escrever minha humilde opinião e lembrar da história… bom. Minha mente viajou totalmente!

Sim, o livro é realmente bom, bom demais. Conta a história de Bluting Pfeffer (Antes de criticar o nome, saiba que tem um porque dele na história e, juro, é impactante a descoberta), uma agente secreta maluca. Que parece estar de TPM 24h por dia, 7 dia da semana e 365 dias no ano. Ela não liga para o que os outros pensam e, bom, chega arrasando e quebrando tuuuudo. Não preciso dizer mais nada né? A garota é simplesmente fantástica.
A história é muito bem montada, as cenas de ação são fodásticas e as de romance – ui ui ui – perfeitas!
A autora soube montar um cenário legal, que se passa no mundo atual, dando uma imagem perfeita de como é a personagem principal e os coadjuvantes da história.
A personalidade de todos eles é muito marcante, porém, Blu se destaca, pois ela tem um Ego enooooorme. Se autoelogia o tempo todo, e se acha A agente secreta… hahah! No começo fiquei com um pouco de raiva disso, me dava nos nervos aquilo. Porém, com o tempo você se acostuma e, depois de quebrar um pouco a cara, Blu fica um pouco mais, digamos, maleável. Haha!
Mas, nada supera o desfecho da história. Durante o livro, você vai tendo pequenas dicas de qual ser fantástico é a Blu e, bom, chega um hora que você meio que começa a desconfiar e, simplesmente, pira. Fica torcendo o tempo todo para que a Blu descubra seu verdadeiro eu, que é…
Só lendo para saber. XD

A CAPA: Juro, quando vi essa capa, minha vontade de ler o livro foi, tipo assim, ZERO. Só corri atrás mesmo porque uma grande amiga minha havia lido ele e recomendado loucamente. Não me arrependo de ter lido, mas, na minha opinião, a capa não repassa ao leitor todo o drama, beleza e glamour do livro.
Mas, essa história mudará em breve…

UMA PALAVRA QUE DEFINIRIA O LIVRO: Inimaginável.

Anúncios

6 comentários sobre “#Resenha | Pimenta & Cereja – Doce Ardor

  1. Adorei o livro! Só que Qse infartei qdo se falou Vampiro! O enredo tava tãoooooooooooooooooooooooo legal, agora VAMPIRO! NO moreeeeeeeeeeee! hauauahau Fiquei curiosa para ler, apesar de ter me perdido nas informações, mas se o livro for organizadinho tem tudo para ser perfeito! Claro, tirando o vampiro! hauhauhau Quero ler.

Comente! Sua opinião/crítca/sugestão é muito importante para nós!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s