Entrevista | Maurício Gomyde

Olá Pessoal!

Confiram abaixo a entrevista que fiz com o autor MAURÍCIO GOMYDE, que escreveu O MUNDO DE VIDRO (resenha) e AINDA NÃO TE DISSE NADA (Promoção, valendo um Ipad 2 ).

NOME:MAURÍCIO GOMYDE

SITE

FACEBOOK

SE ESCONDE EM: BRASÍLIA

LIVROS ESCRITOS:
1) O MUNDO DE VIDRO (Skoob)
2) AINDA NÃO TE DISSE NADA (Skoob)

HOBBIES: BATEIRISTA, COMPOSITOR, ESCRITOR E VOALISTA
(Site da banda SUPERAUDIO aqui)


Capa Livro | O Mundo de Vidro

Capa Livro | O Mundo de Vidro

1) O que te levou a escrever AINDA NÃO TE DISSE NADA. De onde saiu o título?
R: Eu sempre gostei das comédias-românticas do cinema. Acho que esse é meu estilo de escrita também. Procuro tentar fazer do livro um filme. Como eu tinha, no meu primeiro romance (chamado “O Mundo de Vidro”), dado maior enfoque à porção “comédia” do termo, eu queria que este tivesse um viés mais “romântica”. Escrevi muita carta na minha vida, e acho, ainda, algo legal de se fazer. É nostalgia, eu sei, mas quem já experimentou sabe como é legal. Queria contar um pouco desta experiência. O título saiu quase no final, quando encontrei uma canção portuguesa (chamada “Se eu fosse um dia o teu olhar”) e que tem este “Ainda não te disse nada”. Tinha tudo a ver com a história, e quem ler vai entender. rs

2) Qual sua expectativa para este novo romance? Elas estão sendo cumpridas?
R: Acho que ele já deu certo. Muita gente já leu, muitas pessoas comentando positivamente. A gente sempre cria expectativas, aquela insegurança natural sobre se as pessoas vão ou não gostar. Tenho tido ótimo feedback e isso é o mais importante: que as pessoas se divirtam, que se emocionem, que se apaixonem pela história.

3) Como se sente em saber que a blogsfera está aprovando e ajudando a divulgar seus livros?
R: Serei eternamente grato a tantos parceiros. Estamos juntos no mesmo barco. Da mesma forma que estou começando, há muito blog ainda no início. Se um divulga o outro, se o autor apoia o blog e vice-versa, todos ganham. Ao todo, são mais de 300 blogs parceiros. Na promoção que está em curso, são 243. Obrigado a todos, sempre!

4) Seus personagens são bem realísticos. Alguns deles foram inspirados em pessoas reais?
R: Sim, sempre me baseio em experiências que vivi ou que escutei. Claro que a gente tem que colocar muito da criatividade, e há personagens totalmente criados. Mas, ainda assim, acabamos colocando uma ou outra característica de alguém que conhecemos, que cruzamos na rua, que vemos na TV.

Capa Livro | Ainda Não Te Disse Nada

Capa Livro | Ainda Não Te Disse Nada

5) Qual sua comida favorita? Algo que, se você pudesse, comeria TODOS OS DIAS?
R: Sou fanático por uma combinação que é a seguinte: arroz, feijão, carne moída, ovo e banana… hahaha. Se tiver todos os dias, maravilha! E adoro bacalhoada também.

6) Alguma mania louca de escritor, uma coisa que te ajuda nos momentos de bloqueio criativo?
R: Eu “escrevo” tomando banho. Entro debaixo do chuveiro e fico pensando, antes de me ensaboar. São inúmeras as “anotações” no box embaçado… hahaha. Eu deixo um lápis e caneta dentro do banheiro. Enquanto vou me enxugando, anoto o que pensei… rs

7) Um lugar indispensável, onde você gostaria de ir todos os dias?
R: Adoro as livrarias. Tem uma perto da minha casa e, se bobear, lá estou eu. Como dá para sentar e ler um pouco, eu acabo pegando alguns na prateleira, sento lá e vou folheando. Invariavelmente saio com alguma coisa debaixo do braço.

8) Você está escrevendo/pensando em escrever um novo romance? Poderia nos dar uma palhinha do que está por vir?
R: Sim, estou escrevendo. Tem título até, já, mas não divulgarei ainda porque quero amadurecer a ideia. É um livro que terá muita referência musical. Aguardem!

9) Como analisaria o mercado editorial no Brasil atualmente? Está mais difícil ou mais fácil que alguns anos atrás?
R: Bom, eu não tenho muita base sobre o mercado anteriormente. Só de ouvir falar. Uma coisa é você ler nos jornais, outra é estar inserido no contexto, como um autor que precisa se divulgar, que precisa de distribuição. Independentemente de como ele esteja, eu trabalho só pela internet por enquanto. Nunca enviei meus livros para editoras. Espero que algum dia isso aconteça, mas de uma forma legal. A divulgação independente, ainda que exija muita dedicação, traz bons frutos. A internet é maravilhosa. E a ajuda dos blogs tem sido fundamental!

10) Deixe uma mensagem para seus leitores e também para o novos autores que estão chegando.
R: Bom, para os leitores, que não deixem de conferir e dar chance aos novos autores nacionais. Há muita gente boa por aí, batalhando seu espaço, contando ótimas histórias. Sem preconceito, pessoal! rs E para os novos autores, como eu, é meter as caras, contar boas histórias, planejar o livro, cuidar da divulgação. Acho fundamental entender quem é seu público e torná-lo parte da sua  história. Se o leitor se sente co-partícipe da coisa, tudo fica muito mais prazeroso e menos difícil. Ah, e quem quiser saber um pouco mais, possuo um blog também, que é o www.mauriciogomyde.com.
Valeu, Renato! Um abraço para você para seus leitores.

Anúncios

Comente! Sua opinião/crítca/sugestão é muito importante para nós!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s