Entrevista | Allan Pitz

Allan Pitz Nasceu no Rio de janeiro, em 1983.

É PhD em Patavinas, já foi ator comediante e diretor teatral.
Suas obras literárias já foram publicadas em mais de 30 Antologias e concursos por diversos círculos literários, nacionais e internacionais.
Entre suas obras publicadas estão:

“A morte do cozinheiro”
(Editora ABOVE, e 1º Romance)

“Duas doses e um Bungee Jump (Poemas)
(Corpos Editora)

“A fuga das amebas selvagens” (Contos, crônicas, esquetes e piadas)
(Editora Livro Novo)

“Visões comuns de um porco esquartejado” (Poemas)

(Editora Ponto da Cultura)

1)Como surgiu a idéia de escrever um livro? Quando você começou a escrever?

A idéia primeira, ainda no teatro, foi a de escrever textos teatrais, depois comecei a participar de prêmios literários com alguns contos, depois poemas guardados, aí sim comecei a buscar enredos maiores (histórias inteiras), foi num fluxo natural de entendimento e vontade. Posso dizer que comecei a escrever com mais cuidado e empenho a partir de 2006.

2)O que acontece quando algum leitor seu te encontra na rua? Eles fazem muito estardalhaço?

Ainda não tenho esse gabarito todo, alguns até me reconhecem pela barba “lobo do mar”, cumprimentam, mas não acredito nesse estardalhaço não, nem futuramente, o público leitor é mais recatado com isso.

3)Qual é o seu tipo de música preferida? Pode dizer qual música está no topo da sua lista?

Sou muito eclético, Renato, mas geralmente o que toca no meu radinho são as mesmas músicas que eu comecei a gostar ainda na adolescência: Men at work, Depeche Mode, Simple Minds, Sade, Fleetwoodmac, Doors, Capital Inicial, Legião Urbana, Titãs…

4)Qual é o seu gênero cinematográfico preferido? Que filme está no topo de sua lista?

O que me prende em um filme, na verdade, é a história, independente do gênero; gosto mesmo é de um bom roteiro (que faz um bom filme). Por exemplo, vi um filme recentemente chamado Ódio na Cidade e fiquei fã da trama. Aqui no Brasil quase não foi falado sobre ele.

5)Seu gênero literário preferido? Quais são seus 10 autores preferidos?

Não gosto de gêneros, gosto informação, o gênero prende o leitor a uma única via de informação, digamos que eu goste de tudo então, tudo que possa ser bom para minha evolução humana de alguma forma.

Carlos Drummond

Dalton Trevisan

Nelson Rodrigues

Plínio Marcos

Allan Poe

Agatha Christie

Somerset Maugham

Maiakóvski

Manuel Bandeira

Luiz Alfredo Garcia Roza.

6)O que te inspirou a escrever o livro “A morte do cozinheiro”?

Foram várias inspirações de um momento estranho, mas a principal mesmo foi a dor de amor, e com isso o ciúme, a amargura, a desilusão… Com objetivo maior de refletir o ser humano em um dos seus piores estados de consciência, e de forma que beirasse o ridículo.

7)Qual sua comida favorita?

Frutos do mar e estrogonofe.

8)Uma cor que define sua personalidade.

Azul

9)Se você fosse um animal, qual seria?

Acho que seria um elefante branco!

10)Que mensagem você gostaria de deixar para os seus leitores?

Leiam de tudo que puderem, não só os best sellers, procurem assimilar todas as informações, devorem as informações, leiam os novos e os velhos, leiam os livros do Brasil, do Mundo, de qualquer temática! E, é claro, leiam os livros do Allan Pitz também.

Anúncios

Comente! Sua opinião/crítca/sugestão é muito importante para nós!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s